Calosidade nos Dedos das Mãos: Quais as causas e como tratar?

Algumas pessoas têm uma tendência maior a desenvolver calosidade nos dedos das mãos, o que pode acontecer também em razão de algumas atividades, como tocar um instrumento musical.

Se você sofre com calos nos dedos, o melhor tratamento é a prevenção, ou seja, focar na eliminação da causa.

Felizmente, não é algo difícil e medidas simples podem ajudar a evitar o aparecimento de calosidade nos dedos das mãos.

Por isso, montamos esse pequeno guia, mostrando as causas, quais as maneiras mais eficazes de tratar e quando buscar atendimento especializado.

Calosidade nos dedos das mãos o que é?

A calosidade nos dedos é decorrente do atrito constante com alguma superfície, de forma a proteger os tecidos inferiores.

Por consequência, há a formação de uma camada dura e grossa da pele.

Os calos surgem a partir do aumento da produção de queratina, que é uma proteína que reveste a camada mais superficial da pele.

Geralmente, esse aumento de queratina se deve ao atrito constante em uma parte específica dos dedos.

Calosidade nos dedos das mãos quais as causas?

As causas mais prováveis para o surgimento de calosidade nos dedos das mãos são:

Hábito de tocar instrumentos musicais;

Praticar exercícios sem luvas;

Usar ferramentas sem a devida proteção.

Embora os calos possam aparecer em qualquer parte do corpo, são mais comuns nos pés e nas mãos.

Calosidade nos dedos das mãos como tratar?

A melhor forma de tratar a calosidade nos dedos é eliminar a causa do problema.

A causa é pela falta de proteção para os dedos, portanto use luvas.

Evite a formação de novos calos, para as pessoas que trabalham constantemente com as mãos, use luvas de borracha ou tecido.

Em casos mais superficiais, às vezes funciona deixar as mãos de molho e fazer uma esfoliação leve. Em seguida, secar bem a região e usar um creme hidratante.

No entanto, se isso não resolver e os calos afetem a realização de tarefas do dia a dia ou mesmo causando dores, vale a pena consultar um dermatologista.

Assim, ele pode indicar um tratamento mais adequado para eliminar a calosidade.

Veja também: Dor no ombro: entenda as principais causas e qual médico procurar

Você pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *