Como economizar no plano de saúde

Ter um plano de saúde atualmente, se tornou algo essencial, pois está diretamente ligada aos cuidados com a saúde que é um dos principais gastos de uma família. Mas, economizar no plano de saúde também é essencial.

Contratar um plano de saúde pode comprometer uma grande parte do orçamento, por isso fazer pesquisas de preço, definir os serviços que você realmente precisa e vai utilizar, assim como outros fatores são importantes para economizar no plano de saúde.

Se você não sabe como economizar no plano de saúde, não se preocupe, nós vamos te ajudar, para isso, basta ler o artigo e ter acesso a informações relevantes sobre planos de saúde e mais.

Veja também nosso artigo sobre como reclamar sobre o aumento do plano de saúde.

Analise as melhores operadoras de saúde e faça uma pesquisa de preços

Inicialmente, você deve fazer uma pesquisa sobre as melhores operadoras de saúde, através de sites como o ANS e Reclame Aqui, analisando as opiniões de pessoas que já utilizaram os serviços desses planos.

Você também pode se informar com pessoas conhecidas, sobre o grau de satisfação delas com a rede credenciada, por exemplo.

Além disso, realize uma pesquisa de preços dos planos de saúde e tipos, o que eles cobrem, a mensalidade, a rede credenciada.

Assim você contratará uma operadora de qualidade, e irá economizar no plano de saúde.

Faça um orçamento de quanto você pode gastar

Faça um orçamento, anotando quanto você pode destinar ao plano de saúde e se você pode gastar essa quantia, de forma que ela não comprometa sua renda do mês.

Se você já gasta mensalmente, com consultas ou procedimentos de saúde particulares como em uma clínica médica popular, tente colocar isso também no papel, pois pode ser sua base de gastos e ajudar na elaboração do orçamento.

Determine quais serviços são essenciais

Determinar quais serviços são essenciais para você, é importante para economizar no plano de saúde.

Outro aspecto importante a ser definido é a abrangência geográfica do seu plano de saúde, então se você viaja muito precisa de uma cobertura maior no país, já se você não viaja tanto, pode optar por uma cobertura apenas em seu município.

E se um dia você for viajar, pode contratar o seguro assistência viagem, que cobrirá o atendimento médico utilizado.

Para te auxiliar nesse planejamento você pode se perguntar:

  • Quais os hospitais eu frequento, quando preciso?
  • Com qual a regularidade eu vou a consultas médicas?
  • Eu tenho histórico familiar de doenças específicas?
  • Possuo alguma condição médica que requer um acompanhamento?
  • O meu plano vai abarcar dependentes?
  • Os dependentes presentes no plano, precisam de cuidados diferenciados?

Cobertura do plano de saúde

A cobertura escolhida é importante, mas ela influencia diretamente na mensalidade. 

Sendo assim, opte por uma cobertura que se adeque ao seu orçamento familiar e as necessidades suas ou da sua família, para você economizar no plano de saúde.

  • A cobertura ambulatorial cobre consultas, incluindo exames, consultas e cirurgias sem a internação;
  • A cobertura hospitalar: A cobertura hospitalar abarca os serviços da ambulatorial e inclui UTI e internação hospitalar. Pode ser com a obstetrícia também, então estará incluso pré-natal, o parto, assistência ao bebê recém-nascido e complicações decorrentes do pós-parto;
  • Cobertura Referência: É uma cobertura completo e com um valor mais elevado, pois abarca os serviços da cobertura ambulatorial e hospitalar;
  • Cobertura odontológica: é uma cobertura que abarca apenas serviços odontológicos.

Utilize os serviços que você realmente precisa

Utilizar os serviços do plano de maneira frequente, realizando consultas e exames desnecessários, pode pesar no momento do cálculo de reajuste feito pela operadora e você pode pagar mais. 

Portanto, utilize serviços que você realmente precisa.

Fique atento aos detalhes para economizar no plano de saúde

Os planos de saúde podem oferecer muitos serviços, mas é importante lembrar que cada escolha influencia no preço que será pago no plano, como a coparticipação, que o usuário contribui com um valor a parte da consulta, porém é recomendada para pessoas que não usam frequentemente o plano de saúde.

Os principais detalhes que você deve estar atento para economizar no plano de saúde são:

  • Modalidade: as modalidades podem ser individuais, de adesão e empresariais. Vale ressaltar que a modalidade empresarial pode reduzir o custo em até 35%;
  • Cobertura: as coberturas podem ser regionais, nacionais ou internacionais. Em geral, optar só pela cobertura regional pode fazer você economizar no plano de saúde; 
  • Tipos de plano: os tipos de plano podem abarcar as coberturas quanto aos serviços ambulatoriais, hospitalar, referência e odontológicos. De acordo com a legislação, as operadoras não podem determinar um prazo máximo para que o paciente utilize aqueles serviços. Além disso, os tipos de planos podem ser contratados pelo plano de saúde individual, pelo plano de saúde por adesão e pelo plano de saúde empresarial.

É possível economizar no plano de saúde por ter CNPJ?

Sim! As parcelas para pessoas que têm CNPJ costumam ser mais baratas.

De acordo com a Agência Nacional de Saúde (ANS), os MEI podem economizar no plano de saúde até 35%. 

Mudar de plano pode ser vantajoso?

Atualmente, há diferentes opções de planos, o individual, empresarial sem coparticipação, o empresarial com coparticipação e o por adesão.

Cada um tem suas especificidades e podem ser oferecidos por diferentes operadoras com diversas opções de planos de saúde.

No entanto, em dado momento, mudar de plano pode ser vantajoso e auxiliar a  economizar no plano de saúde. 

Apesar de muitas pessoas ficarem receosas de tomar essa atitude e não saberem que podem mudar de plano de saúde e, ao mesmo tempo, continuar na mesma rede, é possível, e o melhor economizando, pois, às vezes o cliente fica renovando o plano e perdendo dinheiro.

Além disso, analisar cada caso é essencial, pois uma preocupação recorrente para quem deseja mudar de plano é a questão das carências. Mas, por exemplo, um idoso que tem 60 anos, quer realizar a mudança de plano de saúde para outro plano de saúde que possui os mesmos benefícios e um valor mais vantajoso, e a carência pode ser aplicada apenas para partos, um serviço que ele não vai utilizar mais. Essa troca é extremamente vantajosa, mas é necessário analisar bem cada caso.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *