Saúde pública: o que é, quem é o especialista da área e qual sua importância

Nos tempos pandêmicos em que vivemos hoje em dia muito tem se falado sobre saúde pública. Com o agravamento da Covid-19, a lotação dos hospitais, a escassez de medicamentos e a necessidade de uma vacina para por fim a essa crise epidemiológica, o especialista em saúde pública nunca foi tão solicitado e seus estudos tão necessários.

Para que hospitais, clínicas, centros médicos e de pesquisas funcionem é preciso que nele tenha um especialista em saúde pública administrando esses locais tendo em mente a necessidade da população e do centro em que ele trabalha. Só assim para que esses lugares funcionem. Nesse artigo vamos tentar entender tudo o que esse termo engloba.

O que é saúde pública?

A saúde pública nada mais é do que organizar sistemas e serviços de saúde voltados para a população, para a ciência e para a economia, supervisionar e controlar a incidência de doenças organizando ações de vigilância e intervenções governamentais. É importante ressaltar que muitas vezes a saúde pública reflete como o Estado organiza sua estrutura social e política em relação a população.

No Brasil, temos algumas instituições que foram muito importantes para a construção da saúde pública brasileira. São eles: Instituto Oswaldo Cruz, Carlos Chagas e o Instituto Butantã.

Qual a formação do especialista em saúde pública?

Para se tornar um especialista em saúde pública, a pessoa pode se formar em qualquer área ligada a saúde como Medicina, Farmácia, Enfermagem, Gestão Hospitalar, Odontologia, etc. Por isso se um médico ortopedista quiser ser um especialista em saúde pública ele pode.

Seu principal estudo será sobre a saúde como um fenômeno coletivo envolvendo tudo o que a engloba, como história, dados demográficos sociais e ambientais, políticos e fatores epidemiológicos tudo referente ao país vigente.

Áreas de atuação de um profissional da saúde pública

Um profissional da área de saúde pública vai trabalhar para implementar ações preventivas e promoção da saúde, podendo assim atuar como um gestor em hospitais, secretarias ou Organizações Não-Governamentais.

Ele poderá também ser um pesquisador de saúde pública e atuar levantando dados socais ou científicos, desenvolvendo vacinas, estudando doenças e índices de incidências das mesmas.

Ainda tem como se tornar um vigilante sanitário fiscalizando serviços de saúde e o controle de produtos e serviços.

Qual a importância de Oswaldo Cruz para a saúde pública no Brasil?

Oswaldo Cruz foi um importante médico sanitarista que revolucionou a saúde pública do Brasil nos anos de 1900.

Após concluir seus estudos na Europa, Oswaldo voltou ao Brasil e iniciou uma campanha para combater a epidemia de peste bubônica desenvolvendo o soro antipestoso. Ele incentivou diversas campanhas de saneamento para combater não só a peste bubônica, como também a febre amarela e outras doenças que eram fruto de falta de saneamento básico.

Ele também foi um grande defensor da vacina como principal método para evitar epidemias. Quando o Brasil enfrentava surtos de varíola, em 1904, ele defendeu a vacinação em massa o que gerou revolta da população ocasionando a Revolta da Vacina.

Oswaldo sempre defendeu medidas sanitaristas e o desenvolvimento de pesquisas técnico-cientistas em seu Instituto como forma de saúde pública mais eficaz.

Qual a importância da vacinação para a saúde pública?

A vacina previne da população de ter surtos epidemiológicos de doenças como Sarampo, Meningite, Coqueluche, Hepatite entre outras. A vacina atua na defesa do organismo contra agentes infecciosos e bacterianos. Com isso, pandemias e crises sanitárias são evitadas.

Qual é a diferenciação da saúde coletiva e da saúde pública?

A principal diferença entre os dois termos é que a saúde coletiva é posterior a saúde pública, surgiu no SUS e é a integração das ciências sociais com as políticas de saúde pública.

Quais são os países que têm saúde pública?

Todo país precisa de um estudo em saúde pública para conseguir fazer com que a população tenha atendimentos básicos e acesso a questões como saneamento, vacinas e atendimentos médicos. Contudo, o único país que oferece esses serviços de forma gratuita a população é o Brasil, por meio do SUS.

Outros países como Reino Unido, Canadá, Dinamarca, Suécia, Espanha, Portugal e Cuba oferecem esses serviços parcialmente gratuitos. Ou seja, haverá alguns atendimentos que o paciente precisará pagar, diferente do SUS que custeia todo e qualquer tratamento médico.

O especialista em saúde pública é de extrema importância para a população. Foram eles que forneceram os dados da Covid-19 no Brasil, que organizaram os Institutos para produzirem a vacina e estudarem como o vírus se comportas, suas cepas, seus efeitos colaterais e também é graças a esses profissionais que dados sobre medicamentos, oxigênios e leitos são organizados para tentar atender ao máximo de pacientes possíveis.

O SUS nada mais é do que uma saúde pública que tentar atender a população e oferecer vacinas e tratamentos necessários nesses tempos pandêmicos.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *