Melanoma: alerta de câncer de pele no verão, com as temperaturas cada vez mais elevadas

O melanoma é o câncer de pele mais perigoso porque pode se espalhar para outras partes do corpo, incluindo órgãos vitais, dizem autoridades de saúde

Com as temperaturas cada vez mais elevadas no verão, os alertas sobre melanoma, o tipo mais letal de câncer de pele, começam a circular nas mídias.

O câncer de pele geralmente se desenvolve na pele exposta à radiação ultravioleta (UV) do sol (raios), mas o câncer de pele pode ocorrer em qualquer parte do corpo. 

Três tipos de câncer de pele incluem basal, escamoso e melanoma, o último dos quais é considerado o mais perigoso devido ao seu potencial de se espalhar em outras partes do corpo.

Se proteja contra o sol

Limitar a exposição aos raios ultravioleta do sol, lâmpadas solares e camas de bronzeamento pode ajudar a prevenir muitos cânceres de pele, dizem as autoridades de saúde, observando que a exposição aos raios ultravioleta estimula até 90% dos melanomas. 

Outras medidas preventivas incluem o uso de roupas de proteção, óculos escuros, filtro solar rotulado de “amplo espectro” com pelo menos FPS 15, evitar o sol nos horários de pico e seguir medidas preventivas também em dias nublados.

O câncer de pele mortal atinge, por exemplo, quase 500 nova-iorquinos(eua) a cada ano, com mais de 4.000 residentes diagnosticados com melanoma anualmente, de acordo com os números divulgados em 2019. 

O melanoma começa nas células que produzem a pigmentação da pele, ou melanócito, e caso não haja um tratamento precoce você poderá precisar de uma cirurgia de câncer de pele.

Fatores que aumentam a chance de ter câncer 

Quando a pele é exposta ao sol, os melanócitos produzem mais pigmento e escurecem a pele. Com o tempo, os danos dos raios ultravioleta aumentam, levando a mudanças na textura da pele, envelhecimento prematuro da pele e, às vezes, câncer de pele. 

Os raios ultravioleta também têm sido associados a doenças oculares, como a catarata.

Embora qualquer pessoa esteja em risco de câncer de pele, alguns fatores aumentam as chances, como aqueles com uma cor de pele natural mais clara, pele que queima ou fica vermelha facilmente, pessoas com olhos azuis ou verdes, cabelos loiros ou ruivos.

Certos tipos e um grande número de manchas, histórico familiar de câncer de pele, e idade avançada.

Nem sempre receber o diagnóstico de um câncer é fácil. Enfrentar a doença com o apoio de um bom plano de saúde, da sua família e amigos, pode ser uma variável que irá te ajudar nessa batalha.

Procure se cuida e evite exposição excessiva a luz solar

Você pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *