Como os idosos devem voltar a praticar exercícios?

Um grande número de adultos mais velhos adiou o atendimento médico por medo de covid-19. Agora que uma parcela dos idosos foi vacinada, eles devem agendar visitas com médicos de cuidados primários e exames preventivos, como mamografias, limpezas dentais, exames de vista e audição, médico ortopedista e outros. 

Avalie o seu funcionamento. 

As visitas aos cuidados primários devem incluir uma avaliação básica de como os pacientes mais velhos estão funcionando fisicamente, especialista em reabilitação geriátrica. 

Obtenha um encaminhamento para a fisioterapia.

Se você estiver tendo problemas para se movimentar ou fazer coisas que costumava fazer, procure um fisioterapeuta ou um terapeuta ocupacional.

Um fisioterapeuta pode trabalhar com você em termos de força, equilíbrio, amplitude de movimento e resistência. Um terapeuta ocupacional pode ajudá-lo a mudar a maneira como você executa várias tarefas, avaliar sua casa quanto à segurança e identificar as melhorias necessárias, como a instalação de um segundo corrimão em uma escada.

Não espere que seu médico tome a iniciativa; muitas vezes, isso não acontece. “Fale e diga: ‘Por favor, você pode me escrever uma referência? Acho que uma avaliação qualificada seria útil ‘”. 

Comece os exercícios devagar 

Seja realista sobre suas habilidades atuais. Os idosos estão ansiosos para sair de casa e fazer o que faziam há um ano. E adivinha. Depois de ficarem inativos por mais de um ano, eles não podem

Seja honesto consigo mesmo quanto ao que se sente capaz de fazer e o que tem medo de fazer. Identifique suas limitações. Provavelmente vai levar algum tempo e ajustes ao longo do caminho. 

Ponha-se no ritmo. Ouça seu corpo, não faça nada que cause desconforto ou dor. Apresente-se a novos ambientes de maneira pensativa e comedida. 

Seja fisicamente ativo

Praticar algum tipo de atividade física regularmente – uma caminhada no parque, exercícios na cadeira em casa, programas de vídeo fitness – é a principal recomendação dos especialistas. 

Tenha expectativas realistas. Se você tem medo de começar, tente um pouco de atividade e veja como você se sente. Em seguida, tente um pouco mais e veja se está tudo bem. Esse tipo de exposição repetida é uma boa maneira de lidar com o medo e a hesitação residuais

Coma bem. 

Certifique-se de ter uma dieta bem balanceada que inclua uma boa quantidade de proteínas. O consumo adequado de proteínas é ainda mais importante para adultos mais velhos durante os períodos de estresse ou quando eles são sedentários e não fazem muita atividade, observou um estudo recente sobre envelhecimento saudável durante covid-19. 

Estabeleça rotinas. 

Ter uma estrutura para o dia que envolve interações sociais, sejam virtuais ou presenciais, e várias atividades, incluindo algum tempo ao ar livre quando o tempo está bom, é importante para os adultos mais velhos. 

As rotinas são especialmente verdadeiras para adultos mais velhos com deficiência cognitiva, que tendem a se dar melhor quando seus dias têm uma estrutura confiável e eles sabem o que esperar, disse ela.

As rotinas de fim de dia também são úteis para tratar de problemas de sono, que se tornaram mais comuns durante a pandemia. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Michigan , administrada em janeiro, 19% dos adultos com idades entre 50 e 80 anos relatam dormir pior do que antes da pandemia.

Reconecte-se socialmente. 

Os problemas de saúde mental também pioraram para um segmento de adultos mais velhos, de acordo com a pesquisa da Universidade de Michigan: 19 por cento relataram sentir mais tristeza ou depressão, enquanto 28 por cento relataram estar mais ansiosos ou preocupados.

O isolamento social e a solidão podem estar contribuindo, e é uma boa ideia começar a “aumentar o apoio social” e ver outras pessoas pessoalmente.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *