03 bons motivos para você dançar e exercitar o corpo e a mente

A dança, além de ser uma atividade física que ajuda no equilíbrio corporal, também é super terapêutica e alivia o estresse diário.

Segundo a educadora física Juliana Maia da Silva, professora de expressão corporal e danças de salão para crianças e adultos em Recife, a dança pode ser uma ótima atividade física.

Assim, como essa atividade trabalha com ritmo e música, onde exige de você uma certa movimentação corporal e com isso você acaba gastando energia por meio dos gestos da dança.

Inclusive, dentro da dança existem vários tipos como a dança de salão, contemporânea, zumba, ballet, dança de rua, sapateado, jazz e outros.

No entanto, apesar dos estilos de dança se diferenciarem, todos ele tem algo em comum: fazem super bem a saúde.

Por conseguinte, a educadora física ainda fala que a dança traz muitos benefícios para o corpo como o aumento da flexibilidade, melhora da coordenação motora, mais qualidade no sistema cardiorrespiratório, entre outros.

Juliana também ressalta que na dança são feitos diversos exercícios básicos de equilíbrio, salto, passos e postura que colaboram para ficar em dia com a balança.

Aliás, a mesma também destaca que uma 1 hora de dança de forró pode queimar cerca de 300 calorias. E a zumba, que vem ganhando lugar nos dias atuais, queima 400 calorias por hora.

Dançar é para todas as idades

Mesmo que a faixa-etária jovem seja a que mais prática dança, essa atividade física foi feita para todo tipo de idade.

A professora de dança complementa essa ideia falando que a idade não é algo que atrapalha quem deseja entrar no meio da dança.

Contudo, todas as idades podem sim praticar a dança, e cabe apenas aos professores adaptarem os passos para as limitações dos alunos, finaliza Juliana.

Além disso, manter a sua permanência na atividade é de extrema importância, pois, ajuda a manter o condicionamento físico.

Mas, para aqueles que pretendem praticar além da prática ocasional, é bom escolher o estilo pelos seus gostos pessoais e afinidade com a música, e não pela quantidade de calorias gastas.

E, como em todo exercício físico, é necessário lubrificar as articulações antes da dança por meio dos famosos aquecimentos, e ao fim, fazer alongamentos e relaxamentos.

Os benefícios da dança

A dança além de trazer benefícios com a balança, também traz um imenso estado de prazer ao indivíduo que prática.

Inclusive, a professora destaca que esse prazer ganho consiste também em conhecer outras pessoas, outros passos, lugares novos, outros ritmos. E diz também que esse prazer traz uma nova qualidade de vida.

Ou seja, não é só a dança que lhe traz benefícios, mas também tudo que ela proporciona de novo para as pessoas.

Então, independente do estilo ou modalidade de dança, Juliana mostra algumas razões para praticar:

  • Além de ser um ótimo exercício físico, dançar também é terapêutico.
  • A prática estimula, relaxa e motiva, pois, não envolve só o corpo, mas também a alma.
  • A dança tem o poder de espantar os males e estresses do dia a dia.
  • Idade, habilidade ou até classe social não importam na hora da dança. Se movimentar levado pelo ritmo pode mudar o seu dia de ruim para incrível.
  • Um certo ditado diz: quem dança é mais feliz.

Biodança e dança circular

A biodança e a dança circular foram reconhecidas como práticas integrativas em março de 2017, e a partir daí começaram a ser oferecidas pelo SUS.

Em resumo, práticas integrativas são tratamentos que utilizam recursos reconhecidos como terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para previnir algumas doenças.

Além disso, consistem em ajudar o indivíduo a tomar consciência do seu corpo, também auxilia na concentração, a memória e a coordenação.

Portanto, são práticas feitas por meio da dança, música, canto e atividades em grupo que proporcionam o bem-estar físico, mental, emocional e social das pessoas.

Considerações finais

A dança com toda certeza é uma das atividades físicas que mais pode trazer prazer ao ser feita, sem contar nos diversos benefícios para o corpo, conforme já citado.

Então, se é uma área que lhe chama atenção, e você realmente tem interesse em participar, porque não tentar?

Gostou! Compartilhe!

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *